Exemplos

Quem poderia se beneficiar?

  • Quem sente que, considerando o salário que recebe, poderia viver de maneira muito mais tranquila;
  • Quem está planejando uma mudança de carreira ou de vida;
  • Quem gostaria organizar seus projetos de maneira mais rentável e escalável;
  • Quem tem dificuldade para estruturar suas finanças;
  • Quem tem dificuldade para estruturar as finanças de sua pequena empresa ou atividade comercial autônoma;
  • Quem sempre se sente pobre, independente do aumento de salário;
  • Quem está endividado e não consegue estabelecer um plano consistente para saná-las;
  • Quem quer investir;

Esses são casos comuns, mas, como citei na descrição do processo, o trabalho é totalmente customizável.

Relatos

Eu tinha uma série de hábitos perigosos na minha vida financeira. Nunca deixei de fazer o que queria, mas também nunca consegui guardar um centavo. Quando passei por apertos financeiros, algum freela me salvou ou algo foi vendido para saldar a dívida (tipo um carro!). Eu sabia que cedo ou tarde, isso teria que mudar.

O momento chegou quando decidi morar sozinha. Se eu continuasse com os mesmos hábitos com certeza faria uma dívida imensa em menos de 6 meses.

Procurei o Amuri e começamos a consultoria. Pequenas mudanças e novas formas de lidar com o dinheiro botaram ordem no meus caos financeiro. Ele entendeu meus hábitos e limitações, foi sempre muito paciente e compreensivo e soube expor as mudanças necessárias sem me assustador. Admirável!

3 meses se passaram e: estou morando sozinha, a casa está inteira mobiliada, fiz uma viagem de 15 dias e fiz tudo que queria, não tenho dívidas e agora tenho uma poupança. Me entendo muito bem com o sistema que o Eduardo Amuri criou pra mim e tenho uma boa previsão de como serão os próximos 3 meses. Com certeza o melhor investimento que fiz foi contratar esta consultoria!

Muito satisfeita e feliz com os resultados e previsões! Estou recomendando a consultoria para todos os meus amigos e familiares.

Veronica Gunther, publicitária

Iniciei meu processo de coaching com o Amuri tendo uma bela dívida no banco, quase estourando o limite negativo. Em um mês, o processo de saneamento começava a dar seus primeiros sinais de resultado. Cerca de três meses depois, a conta estava praticamente no zero a zero. No entanto, deixar para trás o passado sangrento de meu extrato bancário foi apenas um detalhe.

Ao longo de toda a vida, tive uma silenciosa aversão para lidar com minhas próprias finanças. Tratava essa área como algo secundário, me focava em trabalhar tão bem quanto possível para maximizar as entradas de grana. E só. Nutri hábitos permissivos, auto-sabotadores, preguiçosos e equivocados. Não conseguia lidar com tabelas e preferia caminhar por aí como um bon vivant confiante na generosidade do destino. Além disso, a intensa atividade profissional me deixava com pouco tempo e uma baixíssima disposição para sequer considerar a possibilidade de uma consultoria financeira. Tabelas e métodos fechados não mexiam comigo o suficiente para que conseguisse implementá-los na prática. Um belo dia, a conta bateu na porta.

Meu obstáculo não residia na persistente falta de disciplina financeira, mas sim nas raízes de minha relação com o dinheiro.

O Eduardo teve sensibilidade para entender a pessoa por trás dos problemas sem tentar me encaixar em nenhum esquema fechado. Agradeço sua abordagem lúcida e humanista, pois por meio dela amadureci minha consciência financeira, beneficiando de maneira direta minhas finanças pessoais – e, por tabela, toda a saúde financeira das empresas nas quais sou sócio.

Guilherme Valadares, sócio-fundador do PapodeHomem

Sempre levei minhas finaças de forma muito confusa, apesar de nunca ter entrado em cheque especial, tudo entrava e saía sem controle nenhum, uma mistureba total entre pessoa física com a pessoa jurídica. Situação bem típica de autônomos.

Achava que essa organização fosse necessária mas sempre achei confortável como operava o dinheiro, depois de uma conversa inicial, resolvi testar a consultoria. Já tinha tentado no passado com uma outra empresa, mas planilhas e excessos de regras, me fizeram desistir rapidamente.

Três meses depois, vejo que meu conforto não era tão aconchegante como pensava, atualmente tenho todas as contas programadas e visualizo meus meses com muita empolgação e dinâmica.

A forma personalizada de como gerir as finanças, fez toda a diferença.

Extremamente feliz com o resultado.

Thiago Toyama, dentista

Iniciamos a consultoria com o Amuri completamente perdidos. Estourávamos os limites do cheque especial e havíamos assumido várias dívidas. Além disso, falar sobre finanças nunca foi um assunto simples para nós, já que tendíamos a nos relacionar com dinheiro como “solução de problemas”, e sempre fizemos de tudo para que não precisássemos falar sobre isso.

Logo na primeira reunião, ficamos chocados quando descobrimos quando ganhávamos e quando gastávamos. Descobrimos que, ao contrário do que imaginávamos, não tínhamos uma vida de exorbitâncias e nossas receitas, juntas, somavam uma quantia razoável.

A abordagem do Amuri, clara e simples, fez toda a diferença para que, logo no primeiro mês, a consultoria surtisse efeitos muito positivos. Conseguimos cobrir os limites do especial, gerou-se um diálogo aberto sobre nossas finanças familiares e individuais e conseguimos começar uma poupança com aporte programado, o que parecia muito longe da nossa realidade, anteriormente.

Hoje, com a nossa poupança iniciada e todas as dívidas pagas, acredito que a consultoria tenha sido o melhor investimento que já fizemos. Seguramente, sentimos mudanças radicais em nossa vida por nos relacionarmos com o dinheiro de forma segura e tranquila, para utilizarmos nossa atenção e tempo ao que realmente importa.

Agradecemos ao Amuri por esses meses de parceira.

Vitor Moreira Barreto e Leticia Garcia

Eu sou psicólogo clínico e escritor, e como todo profissional tenho uma renda variável que criava uma aparente sensação de controle sobre minhas finanças, afinal não tenho chefe. Mas foi exatamente esse o ponto que me fez cair em algumas armadilhas. Com certa frequencia eu tinha a sensação de que minha receita e minhas despesas eram incompatíveis, ou seja, achava que gastava mais do que ganhava e ainda que minha conta nunca apontasse isso eu não tinha a sensação do dinheiro na conta.

O Amuri foi muito perspicaz em me ajudar nesse território delicado da administrar os meus desejos, necessidades e fluxo de caixa. Descobri que o dinheiro rendia, mas a maneira que eu encarava meus ganhos dificultava a visualização desse cenário. De forma bem prática ele vem me ajudando a diferenciar que é o Fred pessoa física e o Fred psicólogo no que se refere as contas do mês. Isso teve um impacto na minha autoestima, afinal agora consigo fazer planos, investimentos e poupar com uma tranquilidade que sempre me faltou.

Além disso ajudou a equilibrar as contas com minha esposa e criar um cenário muito confortável para ambos que nos permitiu avançar com muito mais agilidade na direção de nossos objetivos individuais, profissionais e de casal. Nem vou me estender nos insights que acabei fazendo com minha história familiar em relação ao dinheiro e como vinha perpetuando padrões de comportamento financeiro que já não havia funcionado com meus pais. A consultoria financeira foi muito mais que lidar com cifras, contas e opções de investimento, mas um mergulho bem cuidadoso, apoiado pelo Amuri, na minha própria vida.

Frederico Mattos, psicólogo clínico e escritor

O Eduardo é aquele cara que vai te dizer aquilo que você já disse a si mesmo, mas de forma que você finalmente entenda.

Como ele geralmente é de poucas palavras (muitas das quais são verbos), as coisas que você achava complicadas começam a parecer bem mais fáceis. Em duas semanas eu passei de não fazer a menor ideia de onde ia todo o meu pouco dinheiro a não apenas entender isso, ver que era fácil, e ainda conseguir separar 10% em uma poupança.

Na primeira crise financeira que tive, chamei o Eduardo, e ele foi extremamente solícito, me ajudando como quem ajuda um amigo. Na próxima crise após essa, eu já nem precisei chamá-lo, pois tinha aprendido o passo a passo para esses momentos.

Se você é completamente leigo com gerenciamento financeiro, como eu era, não tenho como recomendar mais.

Fabio Bracht, jornalista

A opção por buscar um auxílio na gestão das minhas finanças foram as grandes mudanças pessoais e profissionais que aconteceram em 2013. Mudei de cidade, resolvi montar uma casa, abri uma empresa, tudo ao mesmo tempo. Logo, a minha atitude displicente em relação ao dinheiro precisaria mudar. O problema é que não sabia por onde começar. A gestão financeira pessoal é um assunto nebuloso na nossa sociedade que raramente conseguimos compartilhar o conhecimento adquirido com os outros. Não fazia ideia que existiam pessoas abençoadas e loucas como o Amuri que se interessavam em ajudar a melhorar a saúde financeira de outros seres.

Na consultoria, Amuri, me ensinou a planejar e administrar adequadamente o meu dinheiro como era o esperado. No entanto, o mais precioso foi como ele me mostrou a possibilidade de exercitar um olhar mais controlado e mais realista para a questão do dinheiro.

Acho que todos deveriam ouvir sobre a importância de uma vida financeira saudável com a mesma atenção que ouvem sobre o corpo saudável. Para mim, isso é sinonimo de tranquilidade.

Monica B. Long, coordenadora de projetos